Blog

Blog

(11) 5097 9497

Como escolher um curso ideal de especialização em Sommelier de Cerveja

Publicado em 17.07.2017
Como escolher um curso ideal de especialização em Sommelier de Cerveja
Dicas Instituto da Cerveja

Será que não está na hora de se especializar um pouco mais sobre o assunto e mergulhar no universo cervejeiro? Antes de escolher uma especialização em Sommelier de Cerveja, veja as nossas dicas e não erre na escolha do seu curso.

O mercado de cervejas artesanais tem crescido muito anualmente, e a expectativa de crescimento para 2017 é que até o final do ano, o Brasil chegue a ter uma média de 500 cervejarias artesanais em plena atividade. Você, que é apaixonado pela bebida, já deve saber que os variados estilos de cerveja harmonizam de um modo bem peculiar com cada prato, certo?

 

Não? Então está na hora de se especializar um pouco mais sobre o assunto e mergulhar no universo cervejeiro. Contudo, antes de escolher um curso de especialização em Sommelier de Cerveja, é recomendável verificar alguns detalhes, como:

 

• a qualificação dos professores;

• o conteúdo programático;

• a relação custo-benefício;

• a emissão de um certificado reconhecido pelo mercado.

• a empregabilidade que o curso se dá

• a infra-estrutura oferecida pela escola

 

Ficou interessado? Continue a leitura, para não errar na escolha do seu curso!

 

Pesquise a qualificação dos professores

 

A escolha de uma instituição de ensino de qualidade sempre deve seguir alguns critérios básicos. Um dos primeiros e dos mais importantes é a qualificação do corpo docente.

 

Em se tratando de uma especialização em Sommelier de Cerveja, tenha em mente que é crucial que os professores estejam inseridos no mercado e que já tenham atuado ou que atuem em médias ou grandes empresas do ramo. Além de domínio didático, eles precisam vivenciar as mudanças e tendências do setor diariamente.

 

Vale a pena verificar não só o passado de cada mestre cervejeiro ou sommelier, mas também os lugares pelos quais passou. Lembre-se que bom professor é aquele que sabe associar uma rica experiência a uma constante atualização.

 

Analise o conteúdo programático do curso

 

Após escolher o instituto onde fará o curso, você precisa analisar o conteúdo abordado por cada um deles. Nesse caso, o curso pode abordar diferentes aspectos como:

 

• analisar tecnicamente diferentes estilos de cerveja;

• sugerir as cervejas adequadas para cada tipo de consumidor, contribuindo para o consumo consciente, responsável e prazeroso do cliente;

• sugerir harmonizações adequadas aos diferentes tipos de gastronomia;

• elaborar cartas de cervejas destinadas a diversos perfis de pontos de venda;

• promover eventos de degustação e harmonização aos mais diversos públicos consumidores;

• servir o cliente, baseado nas diretrizes comportamentais e técnicas recomendadas, com o objetivo de satisfazer o cliente da melhor maneira possível;

• utilizar de conceitos e estratégias de marketing e mercado para fomentar as vendas e a difusão da cultura cervejeira no local de trabalho.

 

Lembre-se: o mais importante é que o conteúdo programático esteja alinhado com seus objetivos com aquele curso.

 

Seja um especialista em estilos de cerveja

 

Caso queira aprofundar ainda mais seus conhecimentos na arte cervejeira, você ainda pode fazer, depois que se formar em Sommelier, um curso de especialização em estilos. Na prática, isso significa que você aprofundará toda aquela base teórica e prática do curso de sommelier relacionada às diferentes cervejas:

 

• alemãs;

• belgas;

• anglo-saxônicas;

• americanas e

• de outras origens.

 

Existem muitos outros cursos associados ao universo cervejeiro que o ajudam a refinar ainda mais o conhecimento sobre os diferentes estilos de cerveja. Um exemplo são os cursos que vinculam práticas de empreendedorismo ao mercado de cervejas.

 

Faça um curso com certificação reconhecida

 

Independentemente do curso ou instituição de ensino, fique atento à emissão de um certificado realmente reconhecido pelo mercado e onde os alunos tenham uma maior empregabilidade.

 

Além disso, apostar no título profissional é imprescindível para deixar de lado o amadorismo e investir na prática cervejeira com técnica e conhecimento da área.

 

Avalie a reputação da instituição de ensino no mercado

 

Igualmente válido é pesquisar sobre a reputação da instituição de ensino no mercado de cervejas. Vale a pena ficar atento a depoimentos de ex-alunos e às indicações de amigos, por exemplo. Outro peso no quesito reputação são as avaliações efetuadas por empresas especializadas no assunto.

 

Gostou do post? Compartilhe agora mesmo com seus amigos nas suas redes sociais e troquem ideias sobre estilos de cerveja e bons cursos para realizar!

 

Fonte: Instituto da Cerveja