Blog

Blog

(11) 5097 9497

Como funcionam as competições cervejeiras?

Publicado em 20.02.2017
Como funcionam as competições cervejeiras?
Dicas Instituto da Cerveja

As competições cervejeiras têm ajudado a impulsionar o comércio do setor artesanal, incentivando as cervejarias a aprimorarem suas receitas e trazerem mais qualidade em suas produções. Quer saber mais sobre o assunto?

Para muitos cervejeiros, conseguir uma medalha de degustadores treinados é imprescindível para obter reputação no mercado. Por isso, as competições cervejeiras têm ajudado a impulsionar o comércio do setor artesanal, incentivando as cervejarias a aprimorarem suas receitas e trazerem mais qualidade em suas produções.

 

A cada ano, surgem novas cervejarias artesanais que disputam o mercado nacional, trazendo inovações em variedades e sabores para os amantes da bebida. Diante de tantas opções disponíveis, a exigência de maior qualidade dos produtos oferecidos vem crescendo — e as premiações servem como referência entre os milhares de rótulos disponíveis.

 

Acompanhe nosso post de hoje e saiba mais sobre as competições cervejeiras!

 

O que são competições cervejeiras e quais são os seus objetivos?

 

Para quem está em busca de ganhar mais espaço ou ser descoberto, as competições cervejeiras julgam os estilos das cervejas encontrados mundo afora, por meio de uma avaliação feita por juízes, os sommeliers de cervejas e cervejeiros que conhecem bem os estilos da bebida.

Dentre os principais propósitos, o campeonato aponta as cervejas que merecem destaque e reconhecimento no setor, em função da sua qualidade sensorial.

 

Além disso, ao serem avaliadas, as cervejarias têm um feedback sobre o quanto suas formulações são fiéis ao estilo que se propõem. Elas também recebem notas e recomendações sobre os problemas encontrados, como os off flavors causados em diferentes etapas da produção, estocagem ou serviço.

 

Para os sommeliers, o campeonato ainda ajuda na propagação da carreira, sendo o concurso um reflexo do crescimento dessa atividade.

 

Como funcionam?

 

Alguns quesitos são considerados para o julgamento das bebidas. A competição se dá por categorias, que variam entre os concursos: em geral as cervejas devem apresentar características sensoriais correspondentes ao estilo em que foram inscritas, como German Pilsen, American India Pale Ale (IPA), Bock etc. Diferentes estilos só competem entre si caso estejam concorrendo a “melhor cerveja do ano”, por exemplo.

 

O julgamento é feito às cegas e os juízes treinados e cuidadosamente escolhidos têm acesso somente às amostras que julgarão, inicialmente sem a influência dos demais degustadores. As cervejas são servidas por categoria, entre 8 e 10 amostras por vez.

 

Cada concurso possui suas regras, mas existem algumas em comum, como o controle das condições do ambiente — luz, temperatura, aromas, barulhos e outras possíveis distrações — e utilização de metodologias específicas. Na hora de julgar, as cervejas são avaliadas por uma série de quesitos.

 

• Aparência: avaliação visual da cor, brilho ou turbidez, aparência e duração da espuma.

• Aroma: avaliação olfativa das notas apropriadas para cada estilo — florais, cítricas, herbáceas, frutadas etc — e presença ou ausência de off flavors.

• Sabor: avaliação gustativa do sabor, amargor, corpo, carbonatação e retrogosto — sabor que fica na boca após a ingestão da bebida.

• Avaliação global: opinião do degustador em uma análise geral da cerveja se agradou ou não, é boa ou ruim, se há harmonia entre os ingredientes etc.

Ao final da avaliação, os juízes discutem sobre as amostras para definição das cervejas premiadas, dependendo das regras específicas do concurso em questão.

Principais competições do mundo

Confira os principais concursos de cerveja pelo mundo.

• European Beer Star: uma das principais competições do mundo, da qual participam cervejarias de inúmeros países. Em 2015, participaram 1957 cervejas de 42 países.

• World Beer Cup: maior competição cervejeira internacional, ocorre a cada 2 anos. Em 2016, teve mais de 6500 rótulos de cerveja inscritos, 1907 cervejarias de 55 países, 96 categorias e 253 juízes.

• World Beer Awards: competição realizada anualmente. Em 2016, a cerveja Hausen Dunkel da microcervejaria de Araras-SP, foi premiada como a melhor Lager do mundo.

 

Além dos campeonatos internacionais, o Brasil conta com o Campeonato Brasileiro de Sommelier de Cervejas, uma das principais competições do país que, diferente dos citados acima, avalia a capacidade dos profissionais da área.

 

Em 2017, chega a sua 4ª edição, com o objetivo de promover sommeliers brasileiros, contribuindo para a valorização da profissão.

 

Para esse Campeonato, as provas teóricas são realizadas em São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, Bluemanu e Porto Alegre, além de provas práticas de identificação de estilos de cervejas e defeitos sensoriais em fases subsequentes. Os 10 primeiros colocados são classificados para o 5° campeonato Mundial de Sommelier de Cerveja na Alemanha.

 

Se interessou pelas competições cervejeiras? Entre em contato conosco e inscreva-se no Campeonato Brasileiro de Sommelier de Cervejas. Ah, e lembrando que somente sommeliers formados podem se inscrever!

 

 

Fonte: Instituto da Cerveja