Blog

Blog

(11) 5097 9497

Por que a Universidade de Weihenstephan é a melhor referência para um curso cervejeiro?

Publicado em 13.11.2017
Por que a Universidade de Weihenstephan é a melhor referência para um curso cervejeiro?
Dicas Instituto da Cerveja

Você sabe da importância da Universidade de Weihenstephan para o mercado cervejeiro? Acompanhe esse texto e veja porque você deve escolher um curso chancelado por uma das universidades mais conceituadas do planeta.

Já foi o tempo em que o mercado cervejeiro era para grandes cervejarias. Hoje, o segmento está imbuído entre ofertas excelentes e uma demanda que cresce de forma exponencial.

 

Foi o tempo também, em que produzir cerveja era para grandes empresas, hoje, profissionais da área (ou não), se aventuram em um mundo repleto de sabores, cores, aromas, tecnologia e informação.

 

Não é à toa que os cursos focados para os amantes da bebida estão em alta. Curiosos, estudiosos e apaixonados se misturam e se encantam em um universo que chega a faturar milhões.

 

E para atender essa demanda, universidades conceituadas no mundo inteiro alavancam sua grade curricular com cursos e especializações cervejeiras.

 

A Universidade de Weihenstephan é uma delas.

 

Você a conhece bem? Sabe a relevância que ela tem para o mercado cervejeiro? Acompanhe esse texto e veja porquê você deve escolher um curso chancelado por uma das universidades mais conceituadas do planeta.

A Universidade de Weihenstephan

 

Situada na Alemanha, mais precisamente próximo à região de Munique, a universidade foi fundada em 1868 e está entre as cem melhores do mundo, segundo o ranking QS World University.

 

Para que entendam a importância da instituição no mercado, a TUM tem 14 ganhadores do prêmio Nobel, um deles é Rudolf Diesel, engenheiro alemão inventor do motor a diesel, o outro é o Oskar von Miller, pioneiro da energia hidráulica e fundador do Deutsches Museum.

 

Sim, mas qual a relevância para o mercado cervejeiro? MUITA!

 

A cervejaria, que deu origem à Universidade, nasceu em 1040, quando a Igreja de Stephan se transformou em um Mosteiro e recebeu a concessão para produção de cerveja. Naquela época, os Monges já cultivavam lúpulo nos jardins para fabricação própria e praticavam a coleta seletiva de leveduras. Há ainda documentos que relatam o armazenamento do lúpulo em cavernas, com hipóteses de ter sido esse o início da produção de Lager.

 

Esses relatos fazem da Weihenstephan a mais antiga cervejaria em operação do mundo, tradicionalmente reconhecida pela sua Universidade (TUM), e seu centro de pesquisa sobre tecnologia e fabricação de cerveja.

 

Por que escolher um curso chancelado pela Universidade de Weihenstephan?

 

Com o crescimento do segmento, a procura por cursos para quem quer seguir carreira também aumentou. Por isso, se você nunca pensou em levar em consideração as parcerias que a escola cervejeira faz para trazer cursos e professores renomados para a sala de aula, essa é uma boa hora para pensar nisso!

 

Sem sombra de duvidas, fazer uma especialização faz diferença na vida profissional. E ter uma certificação que transmite credibilidade às empresas e às pessoas que pretendem contratar o serviço, nem se fala!

 

Devemos concordar que um curso com prestígio internacional abre portas e é uma ótima tática para calibrar o salário e o cargo na empresa.

A Universidade de Weihenstephan, além de ter formado grandes nomes do mercado, possui uma carga horária gigantesca recheada de informações, estudos e experiências cervejeiras que vão desde química dos alimentos, biologia, matemática, física, genética, engenharia de processos e muito mais.

 

E foi baseado nesse know-how que o Curso Avançado de Tecnologia Cervejeira, do Instituto da Cerveja, foi desenvolvido.

 

Como ter uma certificação da Universidade de Weihenstephan no Brasil?

 

O Curso Avançado de Tecnologia Cervejeira, do Instituto da Cerveja, é o único curso brasileiro validado e chancelado pela Universidade de Weihenstephan.

 

Toda a estrutura curricular, carga horária, assuntos abordados e metodologia de ensino foram minuciosamente auditado e aprovado pela TUM.

 

Ora, caros leitores, não é à toa que o curso traz em seu corpo docente o Dr. PhD Martin Zarnkow, chefe de departamento de Pesquisa e Desenvolvimento no Centro de Pesquisa Weihenstephan - TU München em Weihenstephan.

Será que dessa forma fica fácil para os alunos terem acesso a um networking mais qualificado e estágios em empresas de referência no exterior? Claro que sim!

 

Além de ser um bom ponto de partida para dar palestras e oficinas aqui e em outros países, já que a TUM é reconhecida mundialmente.

 

Você gostou de conhecer um pouco mais sobre o assunto? Ainda tem dúvidas sobre como a troca de experiência com professores de uma universidade tão renomada pode te ajudar no mercado?

 

Então conheça a agenda do Curso Avançado de Tecnologia Cervejeira, e inscreva-se!

 

 

Fonte: Instituto da Cerveja