Blog

Blog

(11) 5097 9497

Você sabe qual a diferença entre chope e cerveja?

Publicado em 03.07.2017
Você sabe qual a diferença entre chope e cerveja?
Dicas Instituto da Cerveja

É quase um consenso entre nós, apreciadores de cerveja, que existe uma diferença perceptível entre o chope e a cerveja, não é mesmo? Leia o texto a seguir e descubra a diferença entre os dois.

É quase um consenso entre nós, apreciadores de cerveja, que existe uma diferença perceptível entre o chope e a cerveja, não é mesmo? Independente da preferência entre um ou outro, é importante que você entenda qual a diferença entre os dois.

Leia o texto a seguir e descubra!

 

Processo de Fabricação

 

O chope não passa pela etapa de “pasteurização”, após sua fabricação. A pasteurização é um processo que usa da temperatura elevada (60oC) para eliminar possíveis micro-organismos presentes na bebida”. Portanto, é uma bebida que deve ser consumida em um perído mais curto, após a conclusão de seu processo de fabricação.

 

Já a cerveja, depois de findado o processo de maturação e envase, passa pela pasteurização — com o objetivo de garantir maior estabilidade microbiológica à bebida —, o que possibilita a sua degustação meses depois de pronta.

 

Ainda sobre esse assunto, esta diferença entre chope e cerveja é algo definido pela legislação brasileira. Em outros países, a pasteurização não é um critério diferenciador. São utilizados termos como “cerveja na pressão” ou “cerveja no barril” para um chope e a cerveja de uma garrafa talvez não tenha sido pasteurizada.

 

Validade

 

Um dos objetivos da cerveja passar pelo processo de pasteurização é eliminar possíveis micro-organismos presentes que levariam à formação de aromas e sabores desagradáveis à bebida.

 

Ao realizar tal processo, o prazo de validade da cerveja se estende, durando na maioria das vezes, 6 meses.

 

O chope, no entanto, tem sua validade reduzida, sendo em torno de 15 dias, uma vez que a bebida não foi pasteurizada.

 

Pressurização com gás carbônico

 

Para extração do chope nas torneiras dos bares e restaurantes, é preciso pressurizar os barris com gás carbônico, a fim de manter a pressão da bebida e proporcionar seu serviço.

 

Textura

 

O processo de extração do chope, quando cuidadoso e bem feito, gera a formação de uma espuma bem fina e persistente, conferindo uma sensação de boca muito agradável e cremosa.

 

Com algumas cervejas, não conseguimos esta espuma tão consistente com o serviço da garrafa e por isso, temos a sensação de que a cremosidade da espuma do chope é maior.

 

Teor alcoólico

 

Existe um senso comum que acredita que o chope é uma bebida mais leve e que possui menor teor alcoólico de que a cerveja, mas não acredite nisso! Afinal, já aprendemos que a pasteurização é o único aspecto do processo que os diferencia.

 

Sabor

 

Há quem diga que o sabor do chope é mais leve. Essa percepção pode ser justificada pelo seu frescor (já que a validade é menor) e pela sensação de cremosidade que sua espuma confere, conforme comentamos acima.

 

Conforme explicam os mestres cervejeiros, o processo de pasteurização acaba por reduzir um pouco a expressão de aromas e sabores da cerveja, já que o calor do processo acaba acelerando algumas reações de oxidação. Entretanto, se a pasteurização for cuidadosa, estes efeitos são mínimos dependo do estilo da cerveja.

 

E aí, gostou de saber mais sobre as principais diferenças entre chope e cerveja? Quer ficar por dentro do universo cervejeiro? Assine nossa newsletter e receba mais informações sobre esse e outros assuntos!

Fonte: Instituto da Cerveja