Blog

Blog

(11) 5097 9497

4 curiosidades sobre cerveja que você precisa conhecer

Publicado em 22.11.2017
4 curiosidades sobre cerveja que você precisa conhecer
Dicas Instituto da Cerveja

A cerveja é, sem dúvidas, uma das bebidas mais queridas e apreciadas pelos brasileiros. Por isso, hoje reunimos algumas curiosidades sobre cerveja que vão deixá-la ainda mais interessante. Confira!

A cerveja é, sem dúvidas, uma das bebidas mais queridas e apreciadas pelos brasileiros. Com origem na Idade Antiga, ela carrega uma história cheia de singularidades. Também já passou por diversos processos e ganhou novos significados ao longo dos séculos.

Por isso, hoje reunimos algumas curiosidades sobre cerveja que vão deixá-la ainda mais interessante.

 

Confira!

 

1. A cerveja foi criada na antiguidade

 

Não é possível dizer a data exata em que a cerveja começou a ser produzida, mas a maioria dos dados remete à Antiguidade, há mais de nove mil anos! As principais evidências apontam para o sul da Mesopotâmia, na antiga Suméria — hoje Iraque — como berço da bebida.

Já foi mais consumida que a água .

 

A Idade Média foi um período de muitas adversidades. A falta de higiene e a insalubridade eram problemas sérios e, por isso mesmo, em alguns lugares — dependendo do nível de contaminação, a cerveja era mais consumida que a água!

 

Isso porque o álcool inibe o desenvolvimento de inúmeros microorganismos, garantindo que a cerveja não fizesse mal à saúde.

 

2. Era produzida por mulheres

 

Quem acha que cerveja não é coisa de mulher não sabe que elas foram as responsáveis pelas primeiras receitas e formas de produção da bebida!

 

O processo de produção de cerveja (e pão) era feito por mulheres durante séculos. E na Inglaterra, a origem dos tradicionais pubs vem justamente da casa de mulheres que produziam a bebida (chamadas de ale wives) e recebiam pessoas em suas casas para consumi-la!

 

Bebida dos deuses

 

A cerveja era tão cultuada na Suméria que havia, até mesmo, uma deusa para a bebida! Seu nome era Ninkasi e ela era homenageada com desenhos e hinos.

 

3. Existe uma ciência dedicada ao estudo da cerveja

 

Cerveja também é coisa séria. Tanto é que existe uma área da ciência exclusivamente dedicada a estudá-la!

 

A zitologia é o estudo que se destina à cerveja, essa ciência se debruça sobre detalhes como produção, estocagem, harmonização, constituição dos ingredientes, aromas, sabores e, além de ser uma ciência bem completa e complexa no segmento cervejeiro, a Zitologia também agrega conhecimentos de química, física, análise sensorial e muito mais.

 

Cor da garrafa

 

A ciência também tem tudo a ver com a escolha das garrafas escuras para embalar as cervejas. Elas evitam que a luz do sol altere algumas substâncias e acelere o processo de envelhecimento da cerveja, o que traria sabores desagradáveis à bebida.

 

4. Nem toda cerveja deve ser bebida gelada

 

Cerveja quente? Não é para tanto! Mas, assim como o vinho, cada cerveja deve ser bebida a uma temperatura específica. Assim, é possível sentir melhor as nuances e particularidades de cada exemplar.

 

Outro ponto que pode acentuar o sabor de cada cerveja é apostar em uma boa harmonização e procurar o que combina melhor.

 

Gostou das nossas curiosidades sobre cerveja? Se ainda deseja saber mais sobre essa bebida tão apreciada e cheia de histórias, que tal visitar alguns eventos especializados?

 

Fizemos um post especial mostrando alguns dos principais festivais de cerveja do Brasil e outro sobre a História da Cerveja no Brasil. Confira!

 

Fonte: Instituto da Cerveja